O Dia do Trabalhador, lembrado mundialmente no 1º de Maio, sempre foi um momento de marcar as conquistas históricas da classe trabalhadora e buscar avanços. Mas em 2018, mais do que nunca, será um dia de luta e resistência, especialmente para os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros/as.

A aprovação da reforma trabalhista, a tramitação da reforma da previdência e todo o conjunto de ataques a direitos históricos da classe trabalhadora, feitos pelo governo golpista de Temer, precisa ser denunciado e combatido. 

Assim com as demais categorias, os/as trabalhadores/as de TI também vêm sofrendo com as medidas arbitrárias desse governo ilegítimo. Cortes de direitos e reajuste zero, são ameaças reais enfrentadas atualmente pela categoria.

Portanto, os/as trabalhadores/as de TI têm motivos de sobra para irem às ruas neste 1º de maio. É preciso denunciar os abusos desse governo; reivindicar respeito aos nossos direitos; lutar pela revogação da reforma trabalhista e dizer Não à reforma da previdência!

Portanto, na próxima terça-feira (1º), junte-se a nós no Grande Ato Político do Dia do Trabalhador, a partir das 8h30, na praça do Derby.

Não entregue o jogo. Lute!!!