Na última sexta, (16/4), na terceira reunião de mediação no Ministério Público do Trabalho (MPT), entre o SINDPD-PE e a APPA, o representante jurídico da empresa, Tadeu Eduardo Pereira Silva, apresentou uma proposta de cronograma para solucionar o problema da total ineficácia de atendimento pelo plano atual, MEDVIDA. 

O representante da empresa comunicou que a APPA já está analisando as cotações apresentadas por vários planos, levando em conta o custo e abrangência de cada um. A previsão é que seja decidido qual o plano a ser contratado, até o final de abril, com notificação a trabalhadores/as de trinta dias para a mudança. Isto é, o atendimento pelo novo plano deverá começar no início de junho e as carteiras estarão disponíveis 15 dias após este prazo, mas o mesmo poderá ser utilizado mesmo sem a nova carteira. O plano atual ficará vigente até o novo plano ser implementado. 

O processo no MPT ficará aberto por mais trinta dias e a Procuradora se colocou à disposição, caso haja alguma necessidade nesse período. Importante ressaltar que o processo de mediação, no MPT, levou a empresa a encontrar uma solução para problema tão grave, principalmente em um momento de pandemia como o que estamos vivendo.