Em um ano em que o isolamento social e o medo da covid 19 dominaram a pauta da sociedade, trabalhadores e trabalhadoras em empresas particulares de TI vivenciaram mais uma Campanha Salarial. Coordenada pelo SINDPD-PE e com uma participação efetiva da categoria, a Campanha foi encerrada na noite dessa quarta-feira (7/10), com a garantia de um reajuste salarial de 3%, a garantia da manutenção das cláusulas do atual Acordo Coletivo e alguns avanços. A  Assembleia que aprovou o Acordo aconteceu após intenso debate entre a direção do SINDPD-PE e o Sindicato das Empresas de TI (Seprope). 

 Driblando o isolamento

Do ponto de vista econômico, a Campanha foi bastante exitosa, pois a categoria garantiu a recuperação das perdas salariais dos últimos 12 meses, de acordo com o INPC, o que não vem acontecendo com outras categorias. Inicialmente, o reajuste proposto pelo SEPROPE era de  apenas 1%, depois avançamos para 2,5% e por fim, para 3%. Além disso, o SINDPD-PE é um dos primeiros sindicatos estaduais de TI a fecharem o Acordo 2020.

Esse resultado foi possível porque o SINDPD-PE driblou o isolamento social e através de ferramentas virtuais deu prosseguimento à Campanha Salarial, mas também porque a categoria atendeu às convocações do sindicato e se engajou! Assim foram as Assembleias e as três manifestações virtuais convocadas pelo sindicato, em que centenas de trabalhadores e trabalhadoras colocaram seus avatares exigindo sua valorização profissional pelas Empresas de TI, em especial, as do Porto Digital. A categoria entendeu o recado repassado pelo sindicato de que as empresas de TI ampliaram seu prestígio, sendo o primeiro setor a se recuperar da crise resultante da pandemia. Isso, graças ao papel que a TI tem cumprido na garantia do funcionamento da economia, dos governos e como instrumento da própria convivência social.

Apesar de terem incluído na Convenção uma primeira regulamentação, a categoria não conseguiu conquistar um valor mínimo de auxílio home oficce, para reembolsar as despesas que os trabalhadores e trabalhadoras assumiram ao serem jogados, de repente, no teletrabalho, muitas das vezes sem nenhuma negociação. Mas essa luta permanece! A Assembleia dessa quarta (7/10) aprovou como prioridade para os próximos meses, garantir que cada empresa fixe um valor mínimo de R$ 150,00 de auxílio home office, como constava da Pauta de Reivindicações. Afinal, esse formato de trabalho cresceu muito e se consolidou, não apenas no setor, mas em toda a economia. Não é justo que o teletrabalho signifique a transferência dos custos dos empregadores para os trabalhadores, que viram sua vida pessoal profundamente alterada, sua casa transformada em local de trabalho e suas despesas domésticas crescerem com a incorporação dos custos de manutenção do funcionamento das próprias empresas.

Força e resistência

Um aspecto muito ressaltado na Assembleia foi a necessidade dos trabalhadores e trabalhadoras de TI tomarem consciência da importância da sua força, pois é essa categoria que desenvolve tecnologia essencial para o funcionamento de praticamente todas as atividades econômicas e sociais do país. 
Também foi registrada a importância de fortalecer o SINDPD-PE com contribuições financeiras e filiando-se! Um sindicato é a representação de sua base e sua atuação depende prioritariamente da contribuição de seus associados. Sem a participação efetiva e financeira da categoria, não há sindicato. Portanto, não há resistência e luta! 

Principais pontos do Acordo

- Reajuste - 3% (sobre salário de agosto/2020) e negociação do reajuste em 01/09/2021

- Pisos salariais:
* Contínuos, copeiros, vigias -  R$ 1.121,00
* Empregados na área administrativa - R$ 1.152,00
* Digitadores, operação e monitoração de computadores; auxiliares de TI - R$ 1.381,00
* Profissionais de nível médio que desempenhem atividades técnicas - R$ 1.489,00
* Programadores - R$ 1.827,00
* Analistas de Tecnologia da Informação - R$ 2.369,00
      
- Adicional de tempo de serviço: R$ 55,00

- Auxílio-refeição: R$ 26,00

- Auxílio saúde: R$ 163,00 (valor mínimo)
* Participação da empresa: 100% planos com valor até R$ 176,00; 80% planos entre 176,01 e R$ 230,00; 50% planos acima de R$ 230,00.
             
- Auxílio funeral: R$ 696,00

- Auxílio-creche: R$ 250,00

- Auxílio lente: R$ 163,00

- Homologação obrigatória do SINDPD: salário até R$ 4.244,00.

- Garantia de emprego: 01/09/2020 até 30 dias após a assinatura da Convenção.

- PLR: proporcional para quem saiu da empresa. 

- Redução de, no mínimo 5%, da jornada para doutorandos. 

- Cuidados sobre a COVID: mautenção das medidas de proteção; negociação de horário de entrada e saída para quem usa transporte coletivo; manutenção home oficce dos maiores de 60 anos, gestantes e grupos de risco e divulgação de campanhas sobre saúde durante a pandemia.
      
- CIPA: informar o sindicato sobre eleições.

- Teletrabalho: Acordo definirá reembolso; igualdade de tratamento; informação sobre saúde e segurança; direito de desconexão; acordo definirá controle de jornadas; trabalho fora da jornada, por vontade do empregado, não é hora extra; não tem vale transporte; demais benefícios da convenção são devidos.