As negociações da campanha salarial dos trabalhadores e trabalhadoras nas empresas particulares de TI avançam lentamente. 
Na sexta reunião, realizada nesta quinta-feira, o Sindicato Patronal fez uma pequena alteração em sua proposta, elevando de 2,5% para 2,8% o índice a ser aplicado nos salários e em todas as cláusulas econômicas, ao mesmo tempo que negou a criação de adicional de titulação e do direito ao auxílio-alimentação durante a licença maternidade.
Até este momento, já foram acordados os seguintes pontos: garantia de pagamento do PLR para empregados que participaram no atingimento das metas, mesmo que em licença médica, maternidade e paternidade no momento do pagamento; vale-refeição integral em caso de 6 ou mais horas extras; abono do ponto se a empresa fechar na segunda-feira de carnaval; manutenção das demais cláusulas, com ajustes de redação para evitar dupla interpretação dos direitos dos trabalhadores.
Frente a este quadro de negociação, o SINDPD-PE reafirmou que os itens prioritários para fechar um acordo são: reposição das perdas salariais, vale-refeição de R$ 25,00, adicional de titulação e ampliação dos direitos da mulher trabalhadora. A conquista dos itens apontados como prioritários, só será possível com a participação de um grande número de trabalhadores e trabalhadoras.
Na próxima terça, 03 de setembro, às 18hs, estaremos realizando  uma nova Assembleia no Bar do Mamulengo (Praça do Arsenal – Recife Antigo), para deliberar sobre os rumos da Campanha 2019.