O Sindicato dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação – SINDPD-PE e os demais sindicatos que compõem o Fórum dos Servidores do Estado, coordenado pela CUT, encaminharam ofício na última sexta-feira (6/12) ao governador do Estado e ao Presidente da Assembleia Legislativa propondo retirada de votação em caráter de urgência do Projeto de Lei Complementar 830/2019, que altera a previdência dos servidores estaduais, majorando a alíquota para 14% e criando a Previdência Complementar.


O Fórum entende que a justificativa do governo de rápida adequação às regras da Reforma da Previdência não se sustenta, pois o prazo para o aumento da alíquota é de seis (6) meses e a implantação da previdência complementar é de dois (2) anos.


Da mesma forma que lutou contra a perversa reforma da previdência do governo federal, que já impôs perdas de direito e aumento da alíquota para os celetistas, o SINDPD-PE e o Fórum lutará contra sua reprodução unilateral pelo governo do Estado, assim como contra a aprovação da chamada PEC paralela que causará perdas aos servidores.

Leia aqui a Nota do Fórum encaminhada pela CUT.