Representando os trabalhadores e as trabalhadoras de Tecnologia da Informação de Pernambuco, delegados e delegadas do SINDPD-PE, eleitos em assembleia realizada no último dia 11 de setembro, participaram do XX Congresso Nacional da categoria, que aconteceu nos dias 25 e 26 de setembro, em João Pessoa (PB).
O Congresso tinha como pauta prioritária a discussão sobre a situação das empresas estatais de TI, o futuro da organização sindical da categoria, bem como a eleição da nova direção da FENADADOS.

Para contribuir com as discussões e buscar a realização de um Congresso com debates que estivessem em consonância com os desafios que estão postos para a categoria de TI, a direção do SINDPD-PE preparou documento em que apresentou propostas para organizar uma Campanha Nacional em defesa das Estatais de TI e contra a privatização do SERPRO E DATAPREV. Em um dos trechos, o documento ressalta que “para enfrentar este processo, enquanto representantes da categoria, precisamos construir a mais ampla unidade entre as entidades sindicais, as organizações por local de trabalho e os trabalhadores e definirmos as estratégias e ações da Campanha em defesa das Estatais de TI”. Todas as proposições deveriam ser encaminhadas pela Federação, sindicatos e OLTs, assim como as demais organizações representativas da categoria, através de um plano de ação coletivo detalhado no documento. 
O SINDPD-PE também apresentou propostas para a reorganização do movimento sindical de TI, face às mudanças tecnológicas e os impactos da reforma trabalhista, de acordo com os debates que vem sendo conduzidos pela CUT e demais entidades sindicais. Dentro da análise feita, destaca-se que “a classe trabalhadora está se transformando, com a proliferação de novas profissões. Ao mesmo tempo, está sendo fragmentada, na medida em que crescem as formas de trabalho precário. Essas transformações impactam diretamente o sindicato que vê diminuir sua base de trabalhadores com carteira assinada”. Em consequência, torna-se necessário debater com a base e com as demais entidades sindicais do Ramo de Comunicação da CUT, como devemos nos organizar sindicalmente, ressalta o documento.

Confira aqui o documento apresentado pelo SINDPD-PE na íntegra.

Eleição

O encerramento do Congresso se deu com a eleição da nova direção da FENADADOS, que na verdade não trouxe quase nenhuma renovação, mantendo o mesmo presidente há 16 anos.
Por não concordar como a Federação vem sendo conduzida, sem a realização dos fóruns coletivos de discussão, com pouca transparência, ausência nas lutas gerais e redução da atuação nas campanhas salariais nacionais, os delegados de Pernambuco, Minas Gerais e Sergipe, assim como alguns delegados do Ceará e Distrito Federal, decidiram se abster e não votaram na chapa.

Lamentamos que em um momento em que empresas de importância estratégica como o SERPRO e DATAPREV estão ameaçadas de privatização e seu corpo funcional vem convivendo com a ameaça de demissões, o Congresso não tenha aprovado nenhuma ação concreta sobre a campanha em defesa dessas empresas. Lamentamos ainda, que tenha sido aprovada a filiação à Confederação dos Trabalhadores de Comércio e Serviços – CONTRACS-CUT, sem nenhuma discussão prévia com a base e com as direções dos sindicatos de TI

Mas sigamos na luta, JUNTOS para RESISTIR e AVANÇAR!