Com o propósito de defender os direitos e prerrogativas dos trabalhadores e trabalhadoras de TI e seguindo iniciativas adotadas pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e por governos do mundo, a direção do SINDPD-PE encaminhou ofício ao Sindicato dosTrabalhadores em Empresas Particulares (SEPROPE). O objetivo do SINDPD é discutir com o patronato a manutenção e estabilidade dos empregos e renda dos trabalhadores/as de suas empresas, mesmo após a adoção de medidas que visam a não proliferação do coronavírus e o aumento de casos em Pernambuco e no país. Tais medidas caminham, entre outras coisas, para a manutenção dos trabalhadores no sistema de home offíce, garantindo a redução do número de pessoas circulando nos ambientes de trabalho.

No documento elaborado pela CUT e endossado pelo SINDPD, também estão previstas iniciativas que devem ser adotadas pelo governo federal, como a ampliação do acesso ao crédito público para garantir a liquidez necessária para as empresas, em particular as de pequeno e médio porte, honrarem seus compromissos; garantia de acesso a benefícios assistenciais e da Previdência Social, como os do INSS e o Bolsa Família; e estímulo à atividade econômica, geração de empregos e de renda para os trabalhadores. 

A CUT destacou ainda que é preciso ainda exigir do Congresso a suspensão imediata da análise dos projetos prejudiciais aos trabalhadores como a Medida Provisória 905 (Carteira Verde Amarela) e as PECs do Plano Mais Brasil. O momento é de medidas que reforcem o SUS e que vão ao encontro dos eixos que propomos em defesa dos trabalhadores/as e da economia.