Nessa quarta-feira, 27/11, trabalhadores e trabalhadoras do SERPRO e DATAPREV se reuniram em Assembleia para discutir os ataques do governo Bolsonaro às empresas, que mesmo rentáveis e cumprindo papel estratégico para o país, estão na mira da privatização. 

No início da tarde, os trabalhadores da DATAPREV decidiram seguir na luta e realizar uma panfletagem na próxima terça-feira, 3/12, às 9h, em um sinal da Avenida Boa Viagem, para denunciar à população mais esse absurdo praticado por esse desgoverno. Já os trabalhadores do SERPRO, que também se reuniram em Assembleia à tarde, aproveitam a semana em que se comemora os 55 anos da empresa para realizar uma manifestação de protesto nas dependências da Regional e um Ato Público, no dia 3/12. Em Assembleia na manhã dessa quinta-feira, 28/11, trabalhadores do SERPRO lotados na Delegacia da Receita Federal, decidiram que farão um ato na manhã do dia 3/11, com distribuição de carta aberta à população, destacando a importância do SERPRO e da DATAPREV. 
A categoria irá denunciar à população as arbitrariedades do governo, que ao privatizar essas empresas, entregará "de mãos beijadas" à iniciativa privada dados pessoais dos cidadãos brasileiros e deixará de contar como desenvolvimento de sistemas que melhor atendam à população. 

O ato contará com a presença de parlamentares que apoiam a luta dos trabalhadores de TI contra a privatização.